Apoiadores da Loira da UNIBAN (alguns textos)

Este blog tem o intuito de pesquisar e divulgar informações vinculadas na mídia ou em blogs, orkut, twitter, sobre a “loira da UNIBAN”, a estudante Geisy Arruda que no dia 22 de outubro foi fortemente hostilizada por uma massa de revoltosos. Motivo? Foi à universidade com vestido curto rosa.

Alguns blogs e jornais informaram e analisaram de maneira muito sensata e séria o que aconteceu. Cito alguns:

Rosana Hermann do blog Querido Leitor, A aluna da Uniban: (interessante que ela cita um filme antigo que foi refilmado e hoje se chama “A onda“, filme alemão – .

http://blogs.r7.com/querido-leitor/2009/10/30/a-aluna-da-uniban/

O jornalista Eduardo Marini tocou no ponto chave ao comentar no seu blog. Todos só falam em estética, em etiqueta e deixam o ponto chave de lado.

http://blogs.r7.com/eduardo-marini/2009/11/05/um-pouco-mais-sobre-a-violencia-contra-a-moca-do-vestido-curto/

O jornalista polemista Reinaldo Azevedo da Veja escreveu um texto muito bom no seu blog sobre o acontecimento (falando sobre respeito, tolerância) e a persistência dos alunos em seguir ameaçando a moça e querendo culpá-la por algo que eles próprios fizeram (primeiro dizendo que ela que “provocou” e depois acusando-a de manchar o nome da universidade). O nome do texto se chama “De homens e chimpanzés”. O texto ainda contém uma crítica muito pertinente ao psiquiatra e educador Içami Tiba que parece defender a reação dos animais e culpar a moça por ter escolhido mal a peça de roupa.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/de-homens-e-chimpanzes/

Interessante notar ainda a diferença de cobertura entre a Record e a Globo. No Fantástico o caso de Geisy aparece, mas muito superficialmente. Foi chamada uma consultora de etiqueta Glória Kalil para comentar o acontecimento e depois chamaram uma enquete por telefone para ver se as pessoas concordavam ou não com a roupa usada. Será que as pessoas concordavam ou não com o linchamento moral? Isso nem se falou! Esqueceu-se de perguntar à consultora de etiqueta que roupa é mais adequada para se ser linchado. Além disso o Fantástico foi o único programa que foi autorizado a filmar por dentro as instalações do prédio e ainda a entrevistar o vice-reitor que disse que não achava ser o caso expulsar alguém. Curioso que o jornalista ficou calado e não perguntou mais nada, não pressionou, nada! Incrível!

Confiram abaixo a diferença entre Fantástico e Record (como a moça não deu exclusividade à Globo, então apareceu assim):

http://noticias.r7.com/sao-paulo/noticias/mae-de-estudante-hostilizada-diz-que-nao-dorme-nem-come-direito-20091101.html (Record)

http://fantastico.globo.com/Jornalismo/FANT/0,,MUL1363048-15605,00.html (Fantástico)

Aqui um texto bem interessante que saiu no Estadão, de Débora Diniz, antropológa analisando o caso, O urro ancestral da faculdade injuriada:

http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos,o-urro-ancestral-da-faculdade-injuriada,459621,0.htm

Glória Kalil consultora de moda e etiqueta chegou a publicar um texto em seu site falando do caso, mas ainda assim segue falando que as roupas emitem sinais. Ficamos em dúvida querendo saber: o vestido rosa de Geyse emitiu que sinal? “Venham e me estuprem”? “Venham e me linchem”? O texto se chama “É proibido proibir”.

http://chic.ig.com.br/materias/517001-517500/517150/517150_1.html

Daniel

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

3 Respostas to “Apoiadores da Loira da UNIBAN (alguns textos)”

  1. TIGRE Says:

    não esquecer de citar a nota de repúdio da UNE.

    http://www.une.org.br/

    3 de novembro de 2009
    Nota da UNE sobre violência sexista na Uniban

    Nós, mulheres estudantes brasileiras, vimos a público repudiar todas as forma de opressão e violência contra as mulheres. No dia 22 de outubro deste ano, uma aluna da Uniban (campus ABC – São Paulo), com a falsa justificativa de ter ido à aula de “vestido curto”, é seguida, encurralada, xingada e agredida por seus “colegas estudantes”.

    A cena de horror é filmada, encaminhada à internet e vira notícia por todo o país. Não aceitaremos que casos de machismo como esse passem despercebidos ou que se tornem notícia despolitizada nos meios de comunicação. O fato em questão revela a opressão que as mulheres sofrem cotidianamente, ao serem consideradas mercadoria e tratadas como se estivessem sempre disponíveis para cantadas e para o sexo. Não toleramos comentários que digam que a estudante “deu motivo” para ser agredida. Nenhuma mulher deve ser vítima de violência, nem por conta da roupa que usa nem por qualquer outra condição. Nada justifica a violência contra a mulher.

    Sendo assim, nós, mulheres estudantes brasileiras, organizadas na luta pelo fim do machismo, racismo e homofobia, denunciamos a violência sexista ocorrida contra a aluna da Uniban, nos solidarizamos com as mulheres vitimizadas por esses crimes e queremos punição a todos os agressores envolvidos nesse episódio e em outros tantos que acontecem e não repercutem na mídia.

    Não vamos nos calar perante o machismo e a violência.

    Somos Mulheres e não Mercadoria!

    União Nacional dos Estudantes

    Diretoria de Mulheres

  2. Daniel Teciano Hassegawa Says:

    Esse vídeo da Uniban me fez lembrar o que se faz em alguns países com mulheres consideradas adúlteras (o que inclui vítimas de estupro): são apedrejadas até a morte em praça pública. Seria engraçado não fosse revoltante, a dita “manifestação” de alguns “estudantes” com narizes de palhaço que acusam a jovem do “vestido curto” de “denegrir a imagem da Universidade”. Oras, os caros hipócritas não percebem (ou não querem perceber) que o caso tomou dimensão nacional por causa da reação das centenas de animais que acuaram a garota registrada em vídeo publicado na internet. Quer dizer, se o vídeo não tivesse caído na web, talvez ninguém fora da Uniban tomaria conhecimento do comportamento selvagem de muitos de seus alunos e estes não achariam que “a imagem da instituição estaria sendo manchada”.

  3. EROS Says:

    eu acho que esses caras dessa UNIBAN são Tudo VIADO…
    Bando de Bicha nao gostam de mulher nao?
    hahahah

    DEVERIAM COLOCAR O CURSO DE MODA SÓ, NESSA MERDA DE FACULDADE.
    hahaha

    obs: Pra garotas invejosas vao cuidar da sua vida.. rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: